POEMISÉRIA

POEMISÉRIA

Durante o expediente
fizemos miséria
fingida
acomodada
sem importância!

Miséria pouca não é bobagem
miséria muita é que importa
que se distribui
de porta em porta…

Miséria a galope
sem conselhos
ressentida
que reparte muda
a imunda miséria!

Miséria do trato desfeito
da soberba que embarca
no mar de miséria
dos distritos da fome
de um mísero eu sem pronome…

*

Ângelo Luís e Francisco Settineri

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s