4 POEMAS DITIRÂMBICOS

DESSENTIDO

qual o sentido de ser sentido sem ser e
sentindo o limbo e
o grito e
o fito e
o desdito e
a energia subindo e
em volta na reta do fim da curva intacta:
ah, para com isso!
estou cheio de
paradigmasregrasconceitosformasjuízosdevalor
tudo inútil e
o que é útil?

o lapso verdemucoacinzentado

eis a queda


Ângelo Luís, 2009-2012

*

                                                                                                                               verso passapassando (no) tempo

a cummings & camões

os di- (para)
as as
horas (tão grande)
como passam tão depressa as
sema-
nas os
meses (amor)

os di- (tão curta)
as as
horas (a)
como corre quem tem pressa as
sema-
nas os
meses (vida).

Francisco Settineri (1981-2012).

*

VIBRATO
a Francisco Settineri

   

                  INTERLÚDIO

                           en

                               contro

                                       o poema

                                                             de

                                   passa

                                             gem
                    per

                            sigo

a forma
     emperrada

                       
             S   I   N   A   P  S   E   V   E   R   B   A   L

                                                                 ruge o ruído breve

                                                  APELO

                                                               antes que o ruído grave


Ângelo Luís

*

SONETO ESTREMECIDO


Desafio a paz e busco-te na fonte

Em que banhas, calma, os pés, tão docemente
E o clamor que está nas vestes não desmente
A centelha que me acende a noite insonte…

Pois tu foste para mim novo horizonte
A se abrir feito uma rosa à minha frente
E se o encontro de nós dois foi indecente,
Firme abraço entre essas almas foi a ponte.

O zeloso olhar na pele quer a vida,
Mas a fria lança finca a terra e ofende
E ressoa solta em versos, distraída

Nesse mar de cal fatal que ao ar resplende,
Eis que a letra é seca lágrima esquecida
E o silêncio é grande e até ao céu se estende!


Francisco Settineri.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s