Publicado em Ângelo Lúis

poliedro e pó

poliedro

isolar o que é preciso
na espera do verso
combinado com outro verso
também preciso

mera tentativa de acabar
o que está escrito
traduz em versos
os sentidos

projeto infinito
execução
do instrumento
imprevisto

alicerce subjetivo
quase poesia vinda
ao contrário
é abandono

Ângelo Luís

*

nem pense
em ler
esse poema

tensão
dilema
referente

causa
defeito
indigesto

agora
um
é

inimigo
aplauso
risco

arrisco
quase
tudo

certa
frase
densa

ponta de lança
sofre
descansa

convido
sirvo versos
ciência

plano
coisa
efeito

juro
rezo
prego

pressa
ágio
presságio

a hora
vaia
certa

agora
recebo
a conta

engulo
goela
abaixo

Ângelo Luís

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s