a

1044724_10201678476272457_283056153_n

a

Saber teu rosto em paz há muito alegra
Aquele olhar antigo a ver ainda
Que a fonte enfim traz algo que não finda
Imerso nessa luz que desintegra…

E mesmo bem depois que a face negra
Alente-se na nova aurora vinda,
Ainda lembrarei, tristeza infinda
De tudo o que é perdido, como regra.

Mas nada a não ser canto a ti prometo
Pois sei do mundo por estreita senda.
Entrego as poucas linhas que cometo

E mais não sei fazer sob encomenda:
No mar do teu encanto eu me acometo
Avesso, o verso avista e o véu desvenda!


Francisco Settineri.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s