Publicado em Francisco Settineri

Ofertório

Ofertório

Névoa que desfaz um tosco eu em cinzas,
Ao não ser então mais do que essa outra bruma
No discreto olhar que até que enfim se apruma
E volta invertido pela correnteza…

Plano que devolve o nada que desprezas,
Resto especular do nexo que se esfuma
Preso na ciranda ao deixar-se, em suma
Mal se abandonar à morte sem grandeza!

O calor de ontem hoje busca um norte
Que nos faça dois nas núpcias deste drama
E que lance as marcas de um abraço forte,

Sulco milenar em repetida trama:
Peso mineral que o horizonte entorte,
Vento sideral que lento se esparrama…

*

Francisco Settineri

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s